<!-- --><style type="text/css">@import url(https://www.blogger.com/static/v1/v-css/navbar/3334278262-classic.css); div.b-mobile {display:none;} </style> </head><body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d31012094\x26blogName\x3d\x27\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://viravento.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://viravento.blogspot.com/\x26vt\x3d-3594933548471650242', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

Brainstorming.

terça-feira


.

posted by SCS
30.9.08

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

É essa a realidade que vivemos hoje, a sensação de sermos transparentes, ninguem nos ouve, ninguem nos vê......
Tem sido uma desilusão, ainda bem que a imagem que ficou na tua mente é bem mais positiva.
Não queiras apagar essa imagem.
Bjs Tucha

sexta-feira, outubro 03, 2008  
Blogger Vira Vento said...

Não pense que o cenário por aqui proporciona outro tipo de representação.
Muito semelhante, de resto.

A luta pelo poder contra o abuso de quem o detém.
E aqueles transparentes que ficam por ali, pelo meio.

A diferença fundamental que encontrava por aí era um grupo de pessoas que se inquietavam com tamanhas injustiças.
Aqui estou mais sozinha a lutar contra as duas frentes.

Mas acredito, porque vejo, que podemos marcar uma diferença.
Que temos sempre a opção.

Há sempre alguém que lhes resiste e encontra renovadas formas de lhes dizer: Não.

Muitos beijos,
A Sua S.

sábado, outubro 04, 2008  

Enviar um comentário

<< Home