<!-- --><style type="text/css">@import url(https://www.blogger.com/static/v1/v-css/navbar/3334278262-classic.css); div.b-mobile {display:none;} </style> </head><body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d31012094\x26blogName\x3d\x27\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://viravento.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://viravento.blogspot.com/\x26vt\x3d-3594933548471650242', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

a dama das camélias

sábado


.
.

posted by SCS
18.4.09

7 Comments:

Anonymous under cover said...

A penny for your thoughts.

domingo, abril 19, 2009  
Blogger Vira Vento said...

Eu podia ouvir o estalar da terra e o tiquetaque do meu relógio. Porque o tempo é um silêncio a três dimensões, dizia o livro.

O. Pamuk.

domingo, abril 19, 2009  
Anonymous under cover said...

"Todo o prazer é um bem, pelo facto de ter uma natureza apropriada à nossa, sem por isso dever ser necessariamente colhido. Simetricamente, toda a espécie de dor é um mal, sem que por isso se deve obrigatoriamente fugir de todas as dores." Epicuro.

domingo, abril 19, 2009  
Blogger Vira Vento said...

Naquela noite quando tomava chá e chegou o convite de Mrs Dalloway, pensara que, evidentemente, não conseguia estar na moda. Era até absurdo pretendê-lo - moda significava corte, significava estilo, significava trinta guinéus pelo menos - mas porque não ser original? Porque não ser afinal ela própria?

V. Woolf.

domingo, abril 19, 2009  
Anonymous under cover said...

"Lembremo-nos, além disso, que o futuro não é completamente nosso, nem completamente não nosso, de modo a não o esperarmos como devendo necessariamente existir e a não desesperar como se devesse absolutamente não existir." Epicuro.

domingo, abril 19, 2009  
Blogger Vira Vento said...

"Vem por aqui" - dizem-me alguns com olhos doces,
Estendendo-me os braços, e seguros
De que seria bom se eu os ouvisse
Quando me dizem: "vem por aqui"!

J. Régio.

Cada uma escolhe a sua Carta Sobre a Felicidade.
Já eu acabo sempre na mesma, na dele, tão minha, já rota de tanto a ler, sempre tão actual e aqui cruamente pronta a optar. E a viver.

Obrigada pela visita e por este eco de entendimento no feminino.

domingo, abril 19, 2009  
Anonymous under cover said...

Digo eu: seria um bom momento para releres Anais, o diário - digo eu! Aparece para levares o teu penny em forma de café.

domingo, abril 19, 2009  

Enviar um comentário

<< Home